Caso de sucesso: Indústria aposta em inovação tecnológica para expansão em 2017

successstory

Há mais seis anos no mercado uberlandense, a indústria Haza Blocos de Concreto mais que dobrou a produção desde o início de sua fundação em maio de 2010. Com um faturamento quatro vezes maior e projeção de fechar 2016 com um incremento de 15% em relação a 2015, a empresa projeta expansão e deve investir mais R$ 3,4 milhões em uma nova sede em no próximo ano.

Segundo Marco Bissochi, produção da fábrica subiu de 100 mil blocos por ano em 2010 para mais de 200 mil atualmente (Foto: Cleiton Borges)

Fundada por Marco Antonio Bissochi, a Haza surgiu depois que o empreendedor, que também tem uma construtora, não encontrou matéria prima a pronta entrega em Uberlândia. “Vi aquela necessidade do mercado local e resolvi investir no negócio. Na época, o setor da construção estava bem aquecido”, disse.

O investimento inicial foi de R$ 1,7 milhões para a compra de maquinário, matéria prima e montagem da estrutura no Distrito Industrial, zona norte de Uberlândia. “Comecei com nove funcionários e uma produção anual de 100 mil blocos de concretos”, afirmou Bissochi.

Em 2012, já produzindo blocos de concreto, pisos intertravantes e laje treliçada, Bissochi ampliou a produção com o aporte de mais R$ 300 mil na compra de equipamento. “Hoje, estamos produzindo no limite da nossa capacidade, mais que o dobro de quando começamos. E o faturando está quatro vezes maior.”
Atualmente com 16 funcionários, o aumento de faturamento é uma consequência da ampliação do público atendido, bem como a profissionalização e aperfeiçoamento da produção reduzindo as perdas, de acordo com o empresário. “Desde 2012, quando investi na parte comercial, passamos a atender desde pessoas físicas a construtoras e empresas de materiais de construção, no atacado e no varejo”, disse Bissochi.

A fábrica Haza ainda possui “consciência ecológica”. “Também reaproveitamos 100% do material danificado durante o processo de novas fabricações”, afirmou o empresário.

Empresa faz planos para 2017

O crescimento da indústria Haza Blocos de Concreto nesses seis anos também permitiu que, no segundo semestre deste ano, o empresário Marco Antonio Bissochi comprasse a Lajes Premoltec, uma empresa que está há 35 anos no mercado. Mas, o projeto de expansão não para.
Em 2017 serão investidos cerca de R$ 3,4 mil para a compra de terreno próprio, construção da nova sede, e compra de mais maquinários. “Esse ano vamos fechar com um faturamento 15% maior que 2015. Ao longo de 2017 pretendemos estar em sede nova e poder crescer mais com atendimento ainda melhor”, disse Bissochi.

Fábrica aposta em bloco poroso

A expansão projetada pela indústria Haza Blocos de Concreto para o próximo ano também envolve o avanço da tecnológica nos materiais produzidos. Um exemplo é o pavimento para calçamento.
“Com uma tecnologia já existente conseguimos desenvolver um bloco poroso, que tem capacidade de absorver 100% da água da chuva. Enquanto o solo tiver capacidade de absorção, a água transpassa por ele”, afirmou o empresário Marco Antonio Bissochi.

 

Fonte:http://www.correiodeuberlandia.com.br/

0 respostas

Comentar

Sinta-se a vontade para contribuir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *