Indústria 4.0: O que é? Como implementar? E como o Brasil se tornou pioneiro na demonstração do conceito?”

celula

PALESTRA GRATUITA PARA SÓCIOS DA ABIMAQ

Data(s) e Horário(s):  08/12/2016 9h ás 12h

Local: Sede ABIMAQ SP – Avenida Jabaquara, 2925 (Próximo a Estação São Judas do Metrô)

Não Associados: R$ 50,00

Telefone para contato: (11) 5582-6313/6321

Objetivo:

Abordar a Industria 4.0 de forma simples e objetiva, exemplificando as demandas de mercado que impulsionaram a nova revolução industrial. Nivelar o conhecimento sobre tecnologias de gestão, informação e coleta de dados (dimensionais) para a nova indústria. Apresentar a melhor estratégia para implementar conceitos da manufatura avançada. E demonstrar iniciativas brasileiras aplicando conceitos da 4.0 na prática (células automatizadas).

A Quem se Destina:

Engenheiros, coordenadores e gerentes envolvidos com manufatura, inovação e/ou melhoria de processos. Diretores, presidentes e CEOs de empresas que possuem processos de fabricação seriada e por lotes.

Ministrante:

Danilo Lapastini

Vice-Presidente – América do Sul – Hexagon M.I. Diretor Conselheiro -ABIMAQ/Sindimaq. Vice-Presidente da Câmara Setorial de Máquinas. Equipamentos e Instrumentos para Controle de Qualidade, Ensaio e Medição (CSQI). Redator do Site: Manufatura Inteligente. Com 30 anos de experiência na área Industrial, sendo 10 dedicados a área de manufatura e 20 dedicados a área de Metrologia, atuou em tradicionais empresas do ramo, como: Cosa Intermáquinas e Mahr. Atualmente dirige a divisão de M.I do grupo Hexagon. na América do Sul.

Bruno M. Okazaki

Líder de novos projetos da Hexagon Manufacturing Intelligence, responsável pelo relacionamento com instituições de ensino, coordenação técnica e comercial do software Hexagon Q-Das e responsável por novos projetos de desenvolvimento e manufatura avançada. Engenheiro de Produção com especialização em Automação Industrial e Controle, ambas formações concluídas pela FEI. Vice Coordenador do Grupo de Trabalho de Manufatura Avançada da ABIMAQ (Associação Brasileira de Maquinas e Equipamentos). Coordenador de dois grupo técnicos da Célula de Manufatura Avançada da EXPOMAFE 2016 e Gerente de Projeto da Célula 4.0 do Workshop de Manufatura Inteligente 2016 da Hexagon MI.

Programa:

Afinal o que é a Revolução Industrial 4.0;

As mudanças na sociedade, nos levam a construirmos uma nova Manufatura;

Entendendo alguns conceitos: TA – TI – IIoT – Cloud – Big Data e suas convergências;

Como gerar valor na produção industrial com a convergência das informações;

Qualidade impulsionando a Produção;

Onde estamos e quais são os próximos passos;

Cultura;

Tendências;

Hexagon Manufacturing Intelligence;

Novas Tecnologias para coleta de dados dimensionais;

Hexagon e a indústria 4.0;

Cases: Indústria 4.0 na prática – Células demonstradoras

ABIMAQ – FEIMEC 2016;

Workshop de Manufatura Inteligente 2016;

Sistema Ciber Físico (CPS) voltado ao controle de processos (Hexagon: Q-Das);

Exemplos de empresas com tecnologias apresentadas (Hexagon);

Agora sua empresa já pode anunciar MÁQUINAS e SERVIÇOS no Manufatura-Inteligente

maquinas-anuncio

O Site Manufatura-Inteligente, acaba de lançar mais um serviço para auxiliar as Indústrias em geral. O novo serviço proporciona a inserção de anúncios de máquinas de: Usinagem, Injetoras, prensas, ferramentas, sejam as mesmas novas ou usadas.

O Site permite ainda anúncios de máquinas novas e usadas fabricadas pelo grupo Hexagon.

Além de venda de máquinas, SERVIÇOS tais como: Horas usinagem, horas de Medição, Aluguel de máquinas e equipamentos, são autorizados.

O Site não recebe comissão pelo serviço e tão pouco se responsabiliza pelos anúncios e eventuais problemas de negociação, apenas cobra taxa simbólica para manutenção do anuncio.

Bons Negócios!

Prévia da confiança da indústria mostra alta em novembro

industria-2

Resultado preliminar indicou avanço de 1,1 ponto neste mês em relação ao mês anterior, para 87,7 pontos, após cair 1,6 ponto em outubro

Construção civil no País está distante da Indústria 4.0

civil-4-0

pSoul traz conhecimento de feiras internacionais em recursos de IoT para atualizar clientes no Brasil

 

Motivada pela movimentação internacional em relação ao uso de recursos relacionados à Indústria 4.0, como redução de custos, aumento da segurança no trabalho, sustentabilidade energética e ambiental e salto na produtividade e qualidade de serviços, a consultoria UpSoul foi buscar conhecimento e melhores práticas em feiras internacionais para repassar aos seus clientes no Brasil.

Uirá Falseti, diretor da UpSoul, destacou em sua apresentação, no último dia do IT Forum Expo (09/11), a visita realizada à Bauma 2016, uma das maiores feiras de tecnologia do mundo, realizada na Alemanha. “É um dos principais eventos mundiais de tecnologia no setor de construção civil, reunindo perto de meio milhão de visitantes de 200 países. Estando lá, percebemos que o Brasil precisa saltar etapas se quer seguir na competição, rumo à quarta revolução industrial”, disse.

Um dos relatos que impressionou a plateia foi a impressão em 3D de todas as estruturas de concreto de uma casa, em tamanho real, que permite levá-la da impressora ao canteiro de obras. “Essa possibilidade é fruto de um projeto, realizado por um grupo de alunos da Universidade de Dresden, na Alemanha. Para isso, desenvolveram a tecnologia batizada de CONPrint3D. Imprime projetos digitais, totalmente feitos por computador.”

O executivo ressaltou que os atrasos no setor se deve também ao momento delicado pelo qual passa o Brasil, envolvendo construtoras importantes em questões políticas e econômicas em investigação. Mas, ainda assim, segundo ele, é preciso saber o que o mundo já está colocando em prática no que se refere aos recursos que desenham o conceito de Internet das Coisas (IoT). “Nosso objetivo é entender o fenômeno da Indústria 4.0 na construção civil e sua aplicação à realidade brasileira.”

Da viagem, trouxe na bagagem, que os avanços em canteiros de obras e maquinários estão possibilitando significativos ganhos em processos produtivos e economia de custos. “É possível o monitoramento das obras por meio de drones, caminhões autônomos em áreas de mineração, que usam computadores de bordo para a comunicação com a central e elaboração de relatórios de variadas estatísticas, matéria-prima de estratégias críticas para o negócio”, relatou Falseti.

A tecnologia robótica foi outro destaque do setor. “Já estão sendo usados robôs de demolição, que preservam o trabalho humano, garantindo a segurança das pessoas e também a precisão dessas tarefas”, descreveu, ressaltando que com os sensores embarcados nesses equipamentos, eles se tornam muito inteligentes. E mais: “Os custos economizados com seguros nos empreendimentos em construção civil agora estão sendo direcionados para investimentos na criação de softwares para a nova era”.

Falseti tomou como base da apresentação uma recente pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o primeiro levantamento nacional sobre a adoção de tecnologias digitais relacionadas à Indústria 4.0. De acordo com o estudo, realizado com mais de 2 mil empresas em todo o território nacional, em janeiro deste ano, foram identificadas dez tipos de tecnologias digitais usadas no meio produtivo, em diferentes estágios da cadeia industrial. E elas estão concentradas no segmento de manufatura.

Outro dado interessante da pesquisa é que os processos aparecem em primeiro lugar (73%), como alvo de modernização por meio dessas tecnologias, seguidos do desenvolvimento da cadeia produtiva (47%) e do desenvolvimento de produtos e novos negócios (33%).

A movimentação detectada pelo estudo mostra que a indústria brasileira segue o caminho da otimização de processos primeiramente, para depois se direcionar para a criação de aplicações voltadas a produtos e novos serviços. Entre os benefícios apontados, redução de custos ganhou o topo (54%), seguida de aumento de produtividade (50%).

“O Brasil precisa queimar etapas nesse desenho para não ficar para trás no cenário mundial. Ao mesmo tempo em que se apresenta como solo fértil para adoção de tecnologias revolucionárias”, acredita Falseti, que diz estar pronto para munir seus clientes com o conhecimento e pesquisas da empresa, com informações capazes de ajudá-los a construir estratégias digitais para serem mais competitivos em seus mercados.

Simpósio SAE BRASIL de Metrologia 2016 – Seção Rio de Janeiro

sae-1

Com apoio da Manufatura-Inteligente, acontecerá no dia 30 de Novembro agora o Simpósio SAE Brasil de Metrologia 2016, entre os palestrantes, Danilo Lapastini irá falar sobre a Manufatura-Avançada.

O Simpósio SAE BRASIL de Metrologia nasceu da necessidade de se fortalecer o conhecimento da metrologia na sociedade brasileira, particularmente nos meios técnicos e científicos. O objetivo do evento é promover discussões sobre metrologia focadas na cadeia produtiva da indústria da mobilidade. Visa também permitir a interação entre engenheiros, técnicos e empresas, analisando métodos e técnicas ligados ao aperfeiçoamento da metrologia.

O que é:

O Simpósio SAE BRASIL de Metrologia 2016, é um evento técnico-científico de abrangência nacional promovido pela SAE BRASIL – Seção Rio de Janeiro. Neste ano estará em sua terceira edição. O tema do evento é “Metrologia na Cadeia de Fornecedores da Indústria da Mobilidade”.

Em 2014 o evento foi marcado pelo elevado nível técnico das discussões, tendo atraído público bastante diversificado, abrangendo desde fornecedores de serviços e equipamentos metrológicos até executivos de grandes empresas de diferentes segmentos industriais. O acontecimento ganhou destaque na comunidade metrológica também devido à possibilidade dos participantes visitarem a exposição de empresas e equipamentos de medição de última geração, integrando as pessoas à realidade do mundo metrológico.

Neste ano, além de palestras sobre  temas específicos das diversas áreas da engenharia, teremos também mesa redonda que contará com a presença de renomadas personalidades do ramo metrológico.

Público-Alvo:

Profissionais da indústria, de centros de pesquisa, de agências governamentais e acadêmicos. Estudantes de engenharia são muito bem-vindos ao evento.

Mais informações, acessem: http://portal.saebrasil.org.br/portal/evento/simposio-sae-brasil-de-metrologia-2016—secao-rio-de-janeiro